Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 02 de setembro - 86 anos da Autonomia da Igreja Metodista no Brasil

02 de setembro - 86 anos da Autonomia da Igreja Metodista no Brasil

Organizar a igreja no Brasil, tornando-a autossustentável (condições financeiras), com ministério próprio (pastores brasileiros) e auto-propagação (condições de crescer sozinha), sem perder a união com os metodistas de outras partes do mundo, era o objetivo do movimento. A autonomia da Igreja Metodista foi proclamada após uma intensa mobilização do chamado "Movimento Leigo", organizado por volta de 1911, que tinha o slogan: "ninguém ocioso na Igreja".

Muitas pessoas ofertaram seus dons, habilidades, orações, recursos financeiros e vidas. Doaram-se, comprometeram-se, trabalharam e testemunharam para que pudéssemos ser hoje, parte desta história.

A Igreja cresceu, estabelecendo-se no Rio de Janeiro e posteriormente em outros Estados e municípios brasileiros. Até 1929, a Igreja Metodista era uma missão americana.

Num memorial dirigido à Igreja Mãe, além de outros pleitos, era claramente pedida a eleição de John William Tarboux como bispo da Igreja Metodista do Brasil e o envio de um bispo para fazer a sua consagração no Brasil. Uma comissão de pastores e leigos viajou aos Estados Unidos para entregar pessoalmente o pedido de Autonomia.

Reunida na cidade de Dallas, Texas, Estados Unidos da América, a Conferência Geral da Igreja Metodista Episcopal do Sul, no mês de maio de 1930, estudou, cuidadosamente e com oração, o memorial apresentado pelos delegados do Brasil e decretou:

“(...) que os membros e ministros da Igreja Metodista Episcopal do Sul no Brasil passam, por este ato, a ser membros e ministros da Igreja Metodista do Brasil; que a Igreja Metodista Episcopal do Sul deixa de existir no Brasil, e que a Igreja autônoma, por esta proclamação, fica constituída. Cidade de São Paulo, 2 de setembro de 1930”

Hoje, comemoramos 86 anos de autonomia da Igreja Metodista em terras brasileiras. Chegamos até aqui, servindo a Deus com dedicação e visão missionária. Nossa história está marcada por muitos eventos, momentos, fatos, decisões e por lutas que dignificam o nome de quem nos chamou a missão, Jesus Cristo. Bem verdade que também cometemos erros ao longo desta trajetória, e nos envergonhamos quando os reconhecemos, confessando-os, na medida da fé em Jesus Cristo, para buscarmos a retidão e a manutenção do compromisso missionário com o autor e sustentador da Vida, nosso amado Deus.

 

Revda. Márcia Célia Pereira
Pastoral Universitária e Escolar do IEP
Universidade Metodista de Piracicaba e Colégio Piracicabano

 

 

Foto oficial do Primeiro Concílio Geral da Igreja Metodista do Brasil, ocorrido na Igreja Metodista Central de São Paulo, de 2 a 9 de setembro de 1930.

 

Bibliografia:

História da História do Metodismo no Brasil, São Paulo, Imprensa Metodista
Pequena História da Autonomia. Texto de João Wesley Dornellas
Revista Caminhos do Metodismo no Brasil: 75 anos de Autonomia, São Bernardo do Campo: SP, Editeo, 2005.
Site:www.metodistavilaisabel.org.br
Fotos extraídas do acervo histórico da FaTeo e publicada na revista Caminhos do Metodismo no Brasil: 75 anos de autonomia, São Bernardo do Campo:SP, Editeo, 2005