Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Estudante do Colégio Metodista Izabela Hendrix é destaque em feira de tecnologia

Estudante do Colégio Metodista Izabela Hendrix é destaque em feira de tecnologia

Aluno Matheus Marotta ficou em 5° lugar na disputa com mais de 120 projetos

O Colégio Metodista Izabela Hendrix estimula seus estudantes a refletir sobre a importância da construção de um futuro sustentável para todos, e os resultados da sua formação aparecem a todo instante. No dia 3 de julho, por exemplo, o professor de Geografia Joelton Lima e o aluno Matheus Marotta, do 8° ano, participaram da feira de tecnologia BUDDY, no Sebrae. No evento, eles apresentaram o aplicativo Consinc - Consciência Inclusiva, desenvolvido pelo estudante com a orientação do docente. O software ficou em 5° lugar na disputa com mais de 120 projetos participantes.

O Consinc é um programa que ensina a pessoas de todas as idades, de maneira lúdica, sobre a separação dos resíduos sólidos. Para Joelton, a grande vantagem deste aplicativo diante dos outros são as inúmeras possibilidades de jogabilidade, já que ele pode ser utilizado por crianças a partir de dois anos, que não sabem ler, mas conseguem associar uma casca de banana ou uma latinha a uma cor de lixeira, independentemente do nível de escolaridade, da cognição e da motricidade. “É o conhecimento de sala de aula sendo utilizado para a efetivação de um mundo melhor! O resultado tem sido gratificante”, conclui o professor.


Tecnologia e meio ambiente

A conquista é fruto do trabalho desenvolvido pelo G.O.M.A - Grupo de Observação ao Meio Ambiente, projeto idealizado pelo professor Joelton cuja proposta é apresentar soluções ambientais para o dia a dia, de modo a conscientizar sobre o meio circundante, compreendendo-o e melhorando-o. “A tentativa é pegar algo da sala de aula e expor na vida cotidiana dos alunos para que eles possam usar isso vida afora”, afirma o docente.

A partir da iniciativa do docente e do interesse de Matheus por programação de jogos, o G.O.M.A e o Consinc tornam-se projetos maiores. “Eu estava desenvolvendo um jogo, mostrei para o professor Joelton e ele disse que tínhamos a oportunidade de o utilizarmos como uma ferramenta de conscientização” ressalta Matheus.

 
Projetos futuros

O objetivo é que o Consinc seja testado por pessoas de várias faixas etárias, para que o jogo passe pelo crivo dos mais diversos perfis. O software poderá ser apresentado em mais três eventos ainda neste ano. “Vamos tentar participar de outras feiras, porque é uma oportunidade de troca, você contribui e recebe muita coisa. Vamos participar e a perspectiva é melhor possível”, acredita Joelton.