Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Estudantes do Izabela Hendrix apresentam teatro bilíngue

Estudantes do Izabela Hendrix apresentam teatro bilíngue

Atividade foi realizada com as crianças da Educação Infantil e do 1º ano do Ensino Fundamental


O Colégio Metodista Izabela Hendrix tem o intuito de fazer com que os seus estudantes tenham a oportunidade de aprofundar seus conhecimentos por meio de diversas atividades. Um exemplo é que os alunos da Educação Infantil e do 1º ano do Ensino Fundamental I apresentaram, em junho, um grande espetáculo bilíngue no teatro do colégio.

O projeto foi realizado dentro da proposta do Núcleo de Humanidades e Linguagens, de promover o desenvolvimento das múltiplas linguagens. A narrativa foi estruturada a partir da escolha dos personagens pelos próprios alunos e desenvolvida por meio de problematizações, as quais eram solucionadas por cada criança ao representar seu papel.

Para a professora Simone Maria Frade, a prática educativa com base na resolução de problemas propõe desafios que visam à transformação, motivo pelo qual o título da peça foi “The Change” (A mudança). “Foi emocionante assistir ao espetáculo e presenciar a desenvoltura das crianças nesta faixa etária de três a seis anos”, comenta.

De acordo com a professora Simone, a atividade promoveu o desenvolvimento das inteligências linguísticas (português e inglês), musicais, expressão corporal, inter e intrapessoais. “O sorriso e a descontração das crianças comprovam que elas curtiram bastante. Foi uma manhã muito alegre e divertida. É emocionante assistir ao desenvolvimento das crianças”.

Equipe

O trabalho foi organizado por um time multidisciplinar, formado pelas professoras Rômula Dias, da Educação Infantil; Débora Medeiros, do 1º ano; Neide Fonseca, de Religião; e Simone Frade, de Inglês. “O Igor Oliveira, da Música, abrilhantou ainda mais a peça ao incluir os efeitos sonoros e a música, interagindo com o cenário virtual”, complementou a professora Simone.


Confira fotos do evento:

Teatro bilíngue no Colégio (2017)